02 de julho de 2013

O sorriso já não brilha

Por Sérgio Ricardo, pesquisador de profissão, publicitário de formação e sociólogo por opção. Co-autor do livro Marketing Interativo e dono do blog Verdade com Poesia.

Ilustração por Stella Mendes.

stela2

O sorriso já não brilha

A verdade é subjetiva; o encanto agora frustra

O calor do sol, não sei, perdeu a graça e a quentura

E motiva o motivo desta separação

Tua mão, presente, queima e arde

Não tanto quanto o rompimento deste vinculo visceral

O sonho é desencanto

E tua voz desafina meu canto

Jogo, aparte das regras,

Utopia ou sabedoria, quem sabe dizer?

Eu não quero, ou não consigo

Dá no mesmo,

Amigo, teu pressentimento foi só isso

A distancia, essa sim é mais real

Olho a janela sem querer ver o horizonte,

Sei que está lá

Assim como o riso que se foi,

O olhar sem falar,

E o banho sem espuma.

A vida, uma desventura, fique tranquilo

Essa, ainda acaba amanhã.

A RUA GRITA

ENSAIO | A volta da caça às bruxas

Por: Felipe Malavasi A manhã de ontem (7) foi conturbada em frente ao Sesc Pompeia, … Continuar lendo ENSAIO | A volta da caça às bruxas

A RUA GRITA

Uma espécie de Molloy

Santiago Segundo cria um personagem absurdo que se envolve numa estranha busca pelo próprio Estômago, … Continuar lendo Uma espécie de Molloy