12 de março de 2014

Uma história de Camões

Trecho extraído da video-entrevista da Revista Vaidapé* com Antônio José da Silva, Piauí, no vão do MASP

*Entrevista por Victor Santos/Imagens por João Miranda

A filha do rei ia casar, aí a filha do rei fez uma lista de convidados.

Primeiro convidado:

“Pai, eu quero que você convide Camões”

“Pô, minha filha. Mas tu sabe que o cara é inteligente, mas no dia do casamento… logo Camões? Ele vai aprontar e o jeito dele não combina com as pessoas”

“Pai!”

“Tá bom, pedido é pedido, minha filha vai casar…”

Então ele foi na praça, o Camões tava lá e ele gostava de escrever, o rei falou:

“Camões, a minha filha vai casar e te convidou”

“Pô rei, que legal!”

Aí o rei pegou e disse:

“Só que é o seguinte Camões, no dia lá eu já mandei fazer uma roupa pra você, por que, você sabe, se for vestido assim o pessoal vai te olhar com maus olhos”

E Camões:

“Não tem problema Rei”

Quando chegou lá, todo mundo comendo na mesa, Camões sentou e pegava as carnes, colocava no bolso, pegava arroz e colocava no bolso.

Aí o rei chegou e disse:

“Camões, quando você for embora, eu vou fazer uma marmitinha pra você”

E ele falou:

“Não rei, eu não preciso, você me convidou mas o grande homenageado é a roupa”

Posso fazer uma pergunta? Se você se acha bacana, aquilo que você come, o que é que se transforma, é sabonete? Aquilo que você bebe, se transforma em que? É em perfume?

A RUA GRITA

Os direitos humanos frente à Cracolândia

Por: Isabel Rabelo  Problemas sociais e falta de políticas públicas abrem espaço para violações em … Continuar lendo Os direitos humanos frente à Cracolândia