01 de maio de 2014

Liberdade Poética

por Lucas Cabral Pazetto

 

“Liberdade Poética”

Que raio é esse
De certo ou errado
Que os errantes certificados
Dizem ser a poesia?

Que merda é essa
De controle incontrolável
Remédio irremediável
Que tanto se alicia?

Não é por nada
Que o pé esteja no saco
O foda-se no papo
Lotado de injúria

Pois não há ordem
Que ordene o inordenável
Retenha o imensurável
Sem causar penúria.

 

1619658_10152797904681677_815200534_n

Por: Aye Ariza