21 de outubro de 2014

Ai meu Deus…

Por: Lucas Cabral Pazetto

Ai meu Deus…
Sei lá eu o que me deu
Fugindo de lá aqui tô eu
Fiz graça e ela um beijo me deu

Ai de mim…
Se não fosse assim
Um beijo que nunca senti
Saudade do que eu não vivi

É contá uma verdade
É o frio na barriga
É o garoto na escola
No primeiro dia
É o passo da ida,
Sem devolução

É a festa que vêm
Semana que vêm
É a espera da lista
Do vestibular
É chegar no oculista
Com medo de errar

É a espera da bronca levada
Depois da bolada
Que foi na vidraça
É a chegada de um filho
Viagem marcada
É sair com os amigos
É gol na pelada

Coração…
Quero ouvi-lo cantar
Se hoje eu posso lhe escutar
Foi ontem que eu fui me arriscar

Aventuras…
São para aventurar
É tudo que pode ensinar
Um homem que queira voar

É a primeira tattoo
É pegar num volante
É um beijo selado
E um passo adiante

É a mudança de casa,
De bairro e cidade
É um medo que bate,
É alento que invade

É a paquera nos olhos
Daquela menina
É um fogo no peito
Enfeite da vida

É a fome da vez
É o gosto e a aflição
É o casamento
É a separação

Bate lá fora o vento
Que já perambulou
E consagra momentos
Que hoje…
Vivem e choram dentro de mim
Se enamoram dentro de mim
Desenrolam dentro de mim
Tanto amor,
Esse amor….

A RUA GRITA

Volta Negra: a história do negro no Centro de São Paulo

Novo ciclo de caminhadas da Volta Negra começa neste sábado e tem atividades programadas para os próximos dois meses

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!