08 de janeiro de 2015

Rabysko

Por: Pedro Blanco

Decidi que eu deveria escrever uma poesia
escrever sobre o tempo:

tic… ou melhor, sobre a taquicardia da minha gata quando atacou a barata…
quando o tiro sai pela culatra
sobre andar na mira da espingarda…
falar sobre toda heresia
como limpar com o jornal ou com papel higiênico
sobre um caso real ou cênico
do centro
do todo
falar do pouco
ou do tanto…
sobre a picãnha bem passada
ou do frango
escrever sobre as promoções
ou sobre as peças caras
filosofar sobre emoções
das clichês
às mais raras .

A RUA GRITA

Volta Negra: a história do negro no Centro de São Paulo

Novo ciclo de caminhadas da Volta Negra começa neste sábado e tem atividades programadas para os próximos dois meses

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!