15 de janeiro de 2015

Você

por:  Pedro Blanco

Você é tão você

que a fotografia não te imita

você deve ser pintada,

reinventada

para além das páginas

grafacravadas    pelo Machado

 Interpretá-la é pra poucos,

nenhum,

ou um

cigana dos olhos oblíquos e dos

beijos de ressaca

dos pelos morenos minuciosamente cortados, mas compensados no macio

–  você é tão você

que dos seus delírios  nascem  lírios-

  e sua voz…

Sua voz é tão sexo

vida, imensidão preenchida

que se Caetano lhe escutasse cantando num desses bares

             desceria

de imediato do trono

         e    beijaria

seus pés

descompassado e torto como um menino

qualquer

E você indiferente…Como não?

O pó da Lua que sobra no seus olhos tem mais o que iluminar

Iluminar o que você decidir que deve brilhar, afinal,

você é você,

a mais bela Quimera; o beijo do

Dragão na Pantera

 Você foi uma

das que  quebrou Vinícius,

  confundiu Chico,

            a única

que fez Cazuza querer casar

-pois você é tão você, que Remedios passa a ser apenas…Remedios

a bela é você-

 E não vou lhe dar sangue de Vênus… Não…

se você é matéria da caixa fruto de Pandora

 Aquela que vem como heroína;

suas veias veneno escorpião

víscera

sua unhas escarlate passeiam dum jeito

intenso

tesão

vicia…

 E falar do seus lábios pra quê?

-corte de primeira –

deixo pra quem é poeta  beijar-te e morrer,

          nascer eterno escrever

  Pois quem adentra seu mapa

           claramente

      há de se perder

suas águas são de uma vertigem que invalida a bússola,torna o rum inútil

-você balança o oceano de um jeito tão… Seu-

e embriaga…

Porque  você é tão você que seu mar não tem Iemanjá,

   tem você;

         tempestade, maré alta e tsunami

 Aquela que não basta chegar,

abre alas e toma conta

               encanta

               e  canta

até o ultimo ser seduzir

assim, quem sabe, repousa,

               Clara

e deixa o mundo no escuro

     finalmente dormir.

A RUA GRITA

Volta Negra: a história do negro no Centro de São Paulo

Novo ciclo de caminhadas da Volta Negra começa neste sábado e tem atividades programadas para os próximos dois meses

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!