02 de março de 2015

Grito do Pé Preto estreia no Grajaú com debate sobre transporte e apresentação de Rap

Por Patricia Iglecio

A Vaidapé realizou, no último domingo, 1º de março, sua primeira atividade do projeto #GritodoPéPreto, no Calçadão Cultural do Grajaú. A ocupação do espaço público ocorreu em frente à Casa de Cultura Palhaço Carequinha, onde rolou a distribuição da quarta edição impressa da revista. Logo que os aparelhos de som foram instalados, os microfones ficaram nas mãos dos MCs do bairro, que improvisaram suas rimas e mandaram suas músicas.

O evento contou, também, com uma entrevista coletiva aberta com o movimento Luta do Transporte do Extremo Sul, em que os convidados puderam falar sobre sua militância, responder perguntas sobre a estrutura do movimento e debater o recente aumento da tarifa do transporte da cidade, que em janeiro deste ano subiu de R$3,00 para R$3,50. Os integrantes do coletivo convocaram a população presente na praça para engrossar a luta por um transporte decente na região.

A primeira intervenção do Grito do Pé Preto buscou sensibilizar os moradores do bairro para a ocupação do espaço público. Ao longo do mês de março – e para além (tamo junto, Grajaú!) -, a Vaidapé estará presente no Calçadão Cultural do Grajaú, promovendo espaços para freestyle dos MC’s e debates sobre a cidade. A ideia é ajudar a fomentar um espaço a ser ocupado pelas inciativas culturais da região.

Logo após a entrevista aberta sobre transporte, Thiago, conhecido como “Du Rap”, mandou seu som, improvisou rimas denunciando o aumento do busão e lembrou também da falta de água. Quando pegava no microfone, Du Rap aproximava a molecada que estava na praça conversando ou andando de skate, que também se arriscou no microfone.

Ibe Rap, também MC – e skatista profissa – do Grajaú, além de mandar seu som, somou com a Vaidapé na promoção do evento. MC Pivô rimou e fortaleceu a importância de ocupar a praça. Muitos moradores da região participaram da intervenção e pegaram a quarta edição da Revista Vaidapé. Máximo respeito aos MCs e moradores do Grajaú!

O Grito do Pé Preto volta ao Calçadão Cultural no próximo dia 8, domingo, com um papo sobre a mulher nas periferias e mais espaço para os MC’s do Grajaú assumirem o som. Confira a programação completa do projeto, que além do Grajaú, vai ocupar a Praia do Sol, na beira da Guarapiranga, e a Pracinha do Miriam, na Cidade Ademar, clicando aqui.

Confira também como foi a entrevista coletiva com a Luta do Transporte no Extremo Sul.

A RUA GRITA

ENSAIO | A volta da caça às bruxas

Por: Felipe Malavasi A manhã de ontem (7) foi conturbada em frente ao Sesc Pompeia, … Continuar lendo ENSAIO | A volta da caça às bruxas

A RUA GRITA

Uma espécie de Molloy

Santiago Segundo cria um personagem absurdo que se envolve numa estranha busca pelo próprio Estômago, … Continuar lendo Uma espécie de Molloy