29 de abril de 2015

“American Reflexxx”: Uma história de intolerância nos EUA

29042015-Captura de Tela 2015-04-29 às 10.28.05
Filmado em Myrtle Beach (South Carolina), vídeo performático documenta uma experiência social que causou estranhamento e violência.

Por João Miranda

Dirigido e filmado por Alli Coates, com performance da artista Signe Pierce, American Reflexxx é um vídeo que ganhou repercussão internacional nas últimas semanas por retratar uma pessoa loira, de cabelos longos, vestido azul e uma máscara refletora que cobria todo o rosto simplesmente andando pela cidade de Myrtle Beach (EUA).

Assista ao documentário aqui:

Quem passava por perto rapidamente estranhava o que estava acontecendo. A artista não fala com ninguém em nenhum momento. Em menos de uma hora uma multidão se aglomerou em volta de Signe Pierce, que continuava sua performance mesmo com xingamentos e insultos preconceituosos.

Não demora muito até a primeira agressão. Uma jovem empurra Signe no chão, sai correndo, a artista fica estatelada na calçada até que outro jovem, após muitos risos, fotos e filmagens, se revolta com a situação e ajuda Signe a se recompor.

Captura de Tela 2015-04-29 às 11.12.34

Muito bem editado, o vídeo levanta questões sobre os estereótipos de gênero e a violência nos Estados Unidos da América. As pessoas que rodeavam a artista trouxeram à tona o reflexo de uma sociedade intolerante, que não aceita e reprime o outro, o diferente.

Será que o ódio seria diferente em outros países? Se a performance de Signe fosse realizada na Av. Paulista, embaixo do MASP, qual seria a reação da multidão?

A RUA GRITA

Os direitos humanos frente à Cracolândia

Por: Isabel Rabelo  Problemas sociais e falta de políticas públicas abrem espaço para violações em … Continuar lendo Os direitos humanos frente à Cracolândia