03 de fevereiro de 2016

PRETXS – Ep 1: Colorismo e representatividade na mídia


No primeiro episódio da série Pretxs, o criador do tumbler Bicha Nagô, Ezio Rosa, fala sobre representatividade, não-lugar, colorismo, interseccionalidade, identidade negra e mais


Por Jay Viegas
Vídeo: Jay Viegas

Ezio

É você conseguir se enxergar num poema, num filme, é você se ver num comercial de TV e se ver num texto. Essa é a representatividade que eu acho que importa”

Demos um rolê no Cangaíba, zona leste de São Paulo com o Ezio Rosa, criador e escritor do tumblr Bicha Nagô, pra saber um pouco o que significa ser negro e gay em São Paulo nos dias de hoje. A questão do acesso à cidade, da representatividade na mídia, do colorismo e do processo de formação de identidade negra surgiram ao longo da conversa, que você pode conferir no vídeo acima.

Assista também os outros episódios na playlist abaixo:

“>
A RUA GRITA

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga … Continuar lendo Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

A RUA GRITA

Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

“Há momentos de tristeza, mas há momentos de alegria também. Ninguém é 100% uma coisa. … Continuar lendo Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

A RUA GRITA

Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

Faculdade que gerencia o hospital alega falta de recursos. Coletivos e população lutam para que … Continuar lendo Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

A RUA GRITA

Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo

“Eu acho que você fica apaixonado por muita gente. Você é apaixonado o tempo todo. … Continuar lendo Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo