02 de março de 2016

O que está sendo servido nas escolas públicas?


Enquanto a máfia dos ladrões de merenda segue na mira de investigações do Ministério Público, página do Facebook denuncia a alimentação precária servida nas escolas 


Da Redação
Fotos: Diário da Merenda

Captura de Tela 2016-03-02 às 16.21.17

Principais afetados pelos escândalos de superfaturamento sobre as verbas de merendas escolares, alunos e professores de escolas públicas de São Paulo e Goiás passaram a retratar a precariedade das refeições servidas nos colégios.

O menu varia: biscoitos de água e sal e barra de cereais para a janta, café com pão pela manhã e biscoito de polvilho no lanche da tarde.

As denuncias são feitas por fotos enviadas à página do Facebook “Diário de Merenda”. O projeto, que começou em Goiás e já chegou em São Paulo, busca “mudar a realidade da merenda servida nas escolas brasileiras”, fiscalizando e exigindo que o dinheiro da alimentação chegue ao seu destino final, o prato dos alunos.

VOCÊ TEM FOME DE QUÊ?

Diferentes escândalos envolvendo a verba da merenda escolar já pipocaram pelo Brasil. O mais recente foi em São Paulo, envolvendo o presidente da Assembleia Legislativa do estado, Ferando Capez (PSDB).

Outros protestos já haviam sido organizados em repúdio ao esquema. Em janeiro deste ano, a Gaviões da Fiel foi aos estádios com faixas questionando: “Quem vai punir o ladrão das merendas?”, uma referência direta à Capez, histórico inimigo das organizadas de São Paulo.


| Para mandar fotos da merenda escolar que está sendo servida na sua escola, envie um e-mail para diariodamerenda@gmail.com

A RUA GRITA

Volta Negra: a história do negro no Centro de São Paulo

Novo ciclo de caminhadas da Volta Negra começa neste sábado e tem atividades programadas para os próximos dois meses

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

A RUA GRITA

Volta Negra: um caminho da História de São Paulo

A caminhada acontecerá por pontos da cidade como a Praça da Liberdade, a estação Anhangabaú de Metrô e a Praça Antônio Prado. Até o século XIX, esses locais sediavam, respectivamente, a Forca, o Mercado de Escravos e a Igreja da Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

A RUA GRITA

Entrevistamos a rapaziada que pixou o tradicional Beco do Batman

Os coletivos PIXOAÇÃO e ARDEPIXO pixaram o internacionalmente conhecido Beco Batman que abriga obras dos … Continuar lendo Entrevistamos a rapaziada que pixou o tradicional Beco do Batman