30 de maio de 2016

Sobre mulheres e pássaros

Gabriel e Dani

Presa dentro de uma gaiola
que construíram para mim
quero voar para aqueles campos
mas as grades teimam em me lembrar
– a todo momento –
que estou aprisionada.

Olho através das grades
e o que vejo é inacreditável
somos várias pássaras engaioladas.

Nosso dono chega
e rapta a mais amarela dentre todas nós
uma me cochicha
– Ele é obcecado por essa penugem.
“Graças a deus não tenho amarelo no corpo”.

Nosso dono chega
e rapta a maior dentre todas nós
a do lado me cochicha
– Ele é obcecado pelas mais cheinhas.
“Graças a deus sou a mais pequena do grupo”.

Nosso dono chega,
e caminha a passos calculados
observando uma a uma, com olhos gulosos
para em frente a minha gaiola
por um momento sinto o prazer da liberdade…
mas, não, eu também sou levada
E, afinal, eu nem sei por quê?

– Por quê? Por que eu?
Perguntei desesperada ao algoz
– Porque eu tenho o poder
eu quem mando aqui
e você não passa de
mais uma mulher que nasceu para me servir!

E então, ele cortou minhas asas,
a liberdade,
bem como ele quis.

D.

Poema por Danielle Almeida de Carvalho

Ilustra por Gabriel Roemer

A RUA GRITA

ENSAIO | Hoje a aula é na rua

Fotos: João Miranda Texto: Paulo Motoryn Após paralisarem mais de 40 escolas na quarta-feira (23), … Continuar lendo ENSAIO | Hoje a aula é na rua

A RUA GRITA

Neguinha

Por: Wesley Barbosa* Ilustração: Brenda Passos Encontrei Neguinha em uma viela perto do bairro em que … Continuar lendo Neguinha

A RUA GRITA

Esteira azul-bebê

Por: Santiago Segundo Ilustração: Pedro Mirilli A volta do bar é sempre o limiar entre … Continuar lendo Esteira azul-bebê

A RUA GRITA

#MariellePresente no ato da Paulista

Um relato sobre o ato de luto em homenagem à ex-vereadora Marielle Franco Por Magalli … Continuar lendo #MariellePresente no ato da Paulista