11 de maio de 2016

Confira como foi o lançamento da Revista Vaidapé #5 no Grajaú


Com shows de rap, reggae, jazz e dub, além de apresentações de teatro, o evento ocupou durante todo o sábado o Calçadão Cultural


Da Redação
Fotos: André Zuccolo e Murilo Salazar

26294812044_835e61f311_b
No último sábado (7), o Calçadão Cultural do Grajaú recebeu o Segundo Festival de lançamento da quinta edição da Revista Vaidapé. Com distribuição gratuita da revista impressa, o evento teve as apresentações de Lei Di Dai, Lívia Cruz, Mano Money’s, GrajaH, Banda Largato e Grajaú Inna Di Dance, com o comando das picapes por conta de Dj Crafter. A peça de teatro “Uma Irremediável Escolha”, da cia. Desembargadores do Furgãotambém prendeu a atenção de todos os presentes no Calçadão.

Contando sempre com a presença de skatistas, MCs, grafiteiros, b-boys e b-girls da região, além dos moradores do bairro da zona sul, o festival abriu as folhas de papel e os microfones para que todos fizessem seus tags e mandassem sua rima durante o evento. O slackline também marcou presença e fez a festa da criançada que curtia o rolê e tentava se equilibrar na corda.

Sempre fortalecendo os laços com os movimentos sociais e culturais do Grajaú, o lançamento da quinta edição marcou o retorno da Vaidapé ao Calçadão, depois de uma série de eventos do Grito do Preto, realizados em 2015.

26295953293_266fc75c35_b 26806708092_954f85c197_b

Já no dia 14 de abril, o primeiro festival de lançamento da quinta edição agitou o CEU Butantã, na zona oeste de São Paulo.

Após um ano sem uma edição impressa, voltamos às ruas com cinco mil exemplares, a maior tiragem desde que começamos a imprimir revistas, no final de 2012. A ideia é que a publicação circule do centro às periferias de São Paulo, ocupe espaços públicos, ruas, praças, encontros, centros culturais, debates, universidades e movimentos sociais.

A proposta da revista é debater e divulgar movimentos sociais e a cultura independente, denunciando situações de violência e marginalização. Dentre as pautas da quinta edição, uma investigação sobre as chacinas nas periferias de São Paulo, legalização do aborto e a cultura do funk no país, além de relatos de estudantes secundaristas e reportagens sobre comunidades indígenas e quilombolas.

Agora, a Vaidapé #5 começa a circular nas ruas de toda a grande São Paulo. Durante essa semana, a página da Vaidapé irá divulgar os pontos fixos de distribuição da revista, contemplando todas as zonas da cidade e algumas regiões metropolitanas, nas periferias e no centro, sempre de forma gratuita. Acompanhe para garantir a sua!

Confira mais fotos do rolê no Grajaú:

26847710122_17d930ea35_o 26294806584_790b83429a_b 26832676451_637c2a11ba_b 26847714832_9538aa1ce1_b 26294817684_5b919ef479_b 26806674002_5b64e4144f_b 26337466753_dc761828c5_b 26295942563_1be8f6eab0_b 26294828924_151cb19b6f_o 26295964903_f113cb7fc6_b 26294861324_32ae50348a_b 26627395950_077417eab0_b 26336494084_7db5d3aa1b_b 26873961831_5398ef30b3_b 26337462893_d2c38eaf67_b 26336473494_92b854452a_o
A RUA GRITA

ENSAIO | A volta da caça às bruxas

Por: Felipe Malavasi A manhã de ontem (7) foi conturbada em frente ao Sesc Pompeia, … Continuar lendo ENSAIO | A volta da caça às bruxas