18 de maio de 2016

Estudantes em greve são detidos pela PM em abordagem abusiva na USP

Dos sete estudantes presos, quatro meninas foram provocadas dentro da viatura por dois policiais homens. Episódio ocorre durante mais uma greve estudantil na universidade


Por Paulo Motoryn
Fotos: Esdras Carlos (DCE Livre – USP)

Na madrugada desta quarta-feira (18), sete estudantes da USP (dos cursos de Letras, Psicologia e Enfermagem) foram detidos no Campus da Cidade Universitária, no Butantã, em São Paulo.

Encaminhados pela guarda universitária e pela Polícia Militar para a base policial da USP, eles foram levados para a Delegacia Policial da Avenida São João, no centro da cidade.

O Diretório Central dos Estudantes da USP publicou, às 3 da manhã desta quarta, um chamado para advogados se encaminharem à delegacia. De acordo com a entidade estudantil, a abordagem foi abusiva.

Dos sete presos, quatro meninas foram provocadas dentro da viatura por dois policiais homens. De acordo com as informações, as pessoas presas são diretoras do DCE da USP e integrantes de organizações do movimento negro.

O movimento estudantil da USP está em greve desde a semana passada. Nesta terça-feira, a ADUSP (Associação de Docentes da USP) também aprovou indicativo de greve.

A presença da Polícia Militar no Campus da USP é uma antiga discussão da universidade. O movimento estudantil reivindica historicamente a saída da PM do campus.

Em breve, mais informações sobre a detenção dos estudantes.

A RUA GRITA

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga … Continuar lendo Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

A RUA GRITA

Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

“Há momentos de tristeza, mas há momentos de alegria também. Ninguém é 100% uma coisa. … Continuar lendo Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

A RUA GRITA

Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

Faculdade que gerencia o hospital alega falta de recursos. Coletivos e população lutam para que … Continuar lendo Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

A RUA GRITA

Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo

“Eu acho que você fica apaixonado por muita gente. Você é apaixonado o tempo todo. … Continuar lendo Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo