18 de maio de 2016

A hora de Mágino: o novo cachorro louco da segurança pública de São Paulo

O governador Geraldo Alckmin nomeou o secretário-adjunto Mágino Alves Barbosa Filho como titular da pasta da Segurança Pública em SP


Por Paulo Motoryn
Fotos: Reprodução

O novo secretário de segurança pública de SP, em sua primeira entrevista coletiva, disse que irá conduzir a pasta com “alma de delegado” e “alma de coronel”. A figura chama Mágino Alves Barbosa Filho e entra para substituir o novo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

Em parceria com o atual ministro, Mágino foi responsável por operar as chacinas de Mogi das Cruzes, Vila Jacuí, Jaçanã, Quadra da Pavilhão Nove, Jardim São Luiz, Barueri e Osasco. Além disso, foi cúmplice da repressão brutal aos estudantes secundaristas e diversas manifestações de rua nos últimos anos.

Filho de delegado e ex secretário-adjunto, ele promete dar sequência à política de segurança pública de seu sucessor e crê que vai contar com mais apoio do governo federal. Ele tem boa relação com o atual comando das polícias.

Com a promoção de Alexandre, é a hora de Mágino e sua alma de coronel comandarem as ações da PM na maior cidade do Hemisfério Sul. Se as coisas já não tavam fáceis, com esse novo cachorrro louco do Geraldo, tudo pode ficar ainda pior. Oremos.

A RUA GRITA

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga … Continuar lendo Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

A RUA GRITA

Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

“Há momentos de tristeza, mas há momentos de alegria também. Ninguém é 100% uma coisa. … Continuar lendo Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

A RUA GRITA

Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

Faculdade que gerencia o hospital alega falta de recursos. Coletivos e população lutam para que … Continuar lendo Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

A RUA GRITA

Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo

“Eu acho que você fica apaixonado por muita gente. Você é apaixonado o tempo todo. … Continuar lendo Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo