06 de junho de 2016

Privada não é Milagre

ilustra gabriel roemerprivada milagrejá reparou quanto privatizar lembra privada?

já reparou o quanto de privada há em privatizar?

dizem as más línguas de quem não é cidadão de bem

que vão privatizar tudo aquilo que Brecht -não oderbrecht… o Brecht memo, fodão, pancada. não tem outro!-
então
vão privatizar ate o que ele esqueceu de falar que privatizaram
como
o seu café
suas posições sexuais
seu jeito de rezar e pra quem você reza

privatizar
os milagres
a mistura da sua marmita…
…o arroz e feijão tudo bem, se forem privatizados
senão é trafico!
ah! o tráfico -principalmente- será privatizado…

já reparou quanto privatizar lembra privada?

já reparou o quanto de privada há em privatizar?

primeiro eles começarão com as coisas fúteis :
como o seu aniversário , o horóscopo, sua doença crônica, a televisao, seus vícios
o net flix, as selfies, as redes sociais
-aliás, qualquer bate papo, independente do meio de comunicação
…se privatizar o meio entao…
o ambiente uma vez privatizado, sempre privatizado…
– a privatização determina o homem-

…e por falar em meio ambiente
como é que anda, mariana?

nada…

como é que nada, mariana?

tem tanto peixe né, mariana?

…nem

tem tanta lama né, mariana?
tem…

mariana, você que era tão doce…
foi so privatizar
acabou-se
mais fácil do que roubar de criança…

você que de tanto rio, munca quis ser mar
foi so pri-va-ti-zar
aí cê virou privada…

já reparou o quanto dá merda privatizar?

eles também não esquecerão de privatizar as coisas úteis : como seu aniversario, as histórias que os avós contam, os beijos de mãe nos machucados
as bicicletas sem freio, as pipas das lajes, as brincadeiras de criança
…os esconde esconde, por exemplo, se privatizados, serão desculpa perfeita pra polícia trabalhar…
polícia e ladarão então…
…se privatizar…

já reparou o quanto de merda há em privatizar?

já reparou quanto privatizar lembra privada?

já reparou o quanto de privada há em privatizar?

já reparou o quanto de merda dá em privatizar ?

vão
privatizar os beijos
vão
privatizar as lágrimas
vão
privatizar a poesia
a prosa
os versos
…a lua

-mas os poetas…
… os poetas
nunca! -.

Poema por Pedro Blanco

Ilustração por Gabriel Roemer

A RUA GRITA

‘É quando som de preto toca que incendeia o baile’

Cantada pelo músico capixaba Fabriccio, a frase acima integra o single “Teu Pretim”, do disco … Continuar lendo ‘É quando som de preto toca que incendeia o baile’