09 de fevereiro de 2017

Conheça o ‘Pavilhão E’ de transexuais no Recife

Ensaio de fotos captura o cotidiano de pavilhão penitenciário ocupado somente por pessoas transexuais


Ensaio de Bianca Vasconcellos

Na região metropolitana de Recife, o presídio de Igarassu tem 3600 presos superlotando as 700 vagas do complexo. Entre os presidiários, 13 vivem no Pavilhão E.

destaque 1 _dsf9507-1000x667

“Sempre fui uma mulher. Mas só saí do armário com 20 anos porque era muito complicado assumir para a família”

Brida, 26 anos

2
Giselly, 22

4 3
Boladona e Yasmim dividem a mesma cela no Pavilhão E.

7
Fabianna

8 9
Charque, 29 anos, dança para os detentos na comemoração da Quarta Semana Nordestina da Visibilidade Trans.

10
Sabrina, 47 anos, foi fotografada um dia antes de ter autorização para cumprir a pena de 4 anos por furto em regime semi-aberto. Se ela não conseguir trabalho durante o dia, até completar a pena, poderá passar uma semana fora do presídio a cada 45 dias.

11 12

“Tira uma foto minha com meu namorado?”

Fernanda Falcão, 26, transexual, assessora de políticas para a comunidade LGBT do Estado, e Riberson,25, com quem namora há dez anos. Ele cumpre pena no presídio.

13
A convivência aparentemente pacífica entre os presidiários masculinos e as transexuais, segundo os funcionários se deve à gestão do atual diretor Charles Berlamino ao lado da chefe de plantão Maria das Graças Alves da Silva.

14

Veja o trabalho de Bianca Vasconcellos 

A RUA GRITA

Volta Negra: a história do negro no Centro de São Paulo

Novo ciclo de caminhadas da Volta Negra começa neste sábado e tem atividades programadas para os próximos dois meses

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!