16 de março de 2017

Assista o premiado documentário que retrata a vida das catadoras e catadores no Brasil

O longa “Homem do saco”, premiado na Mostra Ecofalante de 2015, é lançado gratuitamente na Internet

da Redação
Fotos: Divulgação

Dirigido por Carol Wachockier, Rafael Halpern e Felipe Kfouri, está no ar o filme “Homem do Saco”, que mergulha no mundo das catadoras e catadores de materiais recicláveis no Brasil. O documentário foi lançado gratuitamente na Internet hoje, dia 17 de março. Os diretores, que produziram o material de forma independente, abordam o tema destes agentes que, mesmo invisibilizados pela sociedade, adotaram um método de trabalho que é responsável por 90% da reciclagem no país.

O objetivo principal do documentário é apontar quais são os problemas que esses profissionais encontram e quais podem ser as possíveis soluções para uma vida mais digna dos catadores, que criaram uma alternativa de trabalho ao sistêmico desemprego brasileiro. Mergulhando na vida de diversos personagens, é possível ter uma noção real de como é a vida e o dia a dessas mulheres e homens.

O lançamento do filme se torna ainda mais relevante diante dos acontecimentos recentes em Porto Alegre, onde os catadores estão sendo proibidos de exercerem seu trabalho e de circular pela cidade.

O documentário, exibido na Casa de Cultura Grajaú e no Movimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (MNCR), foi vencedor da Competição Latino Americana pelo voto popular do Festival Mostra Ecofalante, realizada na cidade de São Paulo em 2015, além de ter sido selecionado para festivais nacionais e internacionais.

Assista o filme completo


A RUA GRITA

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga … Continuar lendo Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

A RUA GRITA

Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

“Há momentos de tristeza, mas há momentos de alegria também. Ninguém é 100% uma coisa. … Continuar lendo Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

A RUA GRITA

Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

Faculdade que gerencia o hospital alega falta de recursos. Coletivos e população lutam para que … Continuar lendo Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

A RUA GRITA

Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo

“Eu acho que você fica apaixonado por muita gente. Você é apaixonado o tempo todo. … Continuar lendo Ser gay aos 20 e poucos anos em São Paulo