26 de setembro de 2017

Documentário ‘Vem de Cuba’ retrata o trabalho e a vida de médicos cubanos no Rio Grande do Norte


Documentário produzido de maneira independente foi lançado na segunda-feira, 22, de forma gratuita e online.


Da Redação

Implantado pelo governo federal em 2013, o programa Mais Médicos foi duramente criticado pelo colégio médico brasileiro, sobretudo por “importar” médicos cubanos para trabalharem no Brasil, devido a falta de profissionais da saúde no interior dos Estados.

Com o anseio de descobrir a realidade do Mais Médicos, André Neves Sampaio e Felipe Rousseaux de Campos Mello, recém formados em jornalismo, junto com o fotógrafo José Vessoni, entraram em contato com Raúl Hernadez e Marlon Marinho, dois médicos cubanos integrantes do programa na cidade litorânea de São Miguel do Gostoso, Rio Grande do Norte, para retratar o dia a dia destes profissionais com a comunidade local.

Filmado de maneira independente em agosto de 2016 e finalizado em 2017, o projeto contou com apoio da Revista Brasileiros, agora Página B,  e do documentarista Eugênio Puppo, diretor e produtor do documentário “Sem Pena”.

O filme tem duração de 42 minutos e retrata os médicos não só em seu ambiente de trabalho, como também em suas respectivas vidas sociais. A equipe, composta por três pessoas, foi responsável pela produção de todo conteúdo, desde roteiro, locações e produção, até a captação de imagens, entrevistas e edição.

Durante os dez dias de filmagem, o objetivo foi mergulhar no cotidiano de São Miguel do Gostoso, acompanhar o funcionamento do programa por meio  do trabalho de Marlon e Raúl e poder esclarecer diversas questões.

Como se estabelece uma relação de médicos estrangeiros em comunidades interioranas do Brasil; as principais dificuldades de se implantar a medicina preventiva em uma cidade tão pequena, mas ao mesmo tempo tão influenciada pela religião; as principais conquistas e dificuldades do trabalhado desenvolvido pelos médicos durante os três anos que permaneceram na região.

A RUA GRITA

Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

Criado pela Cia. Nada Pensativo, peça Cora Primavera aborda questões como transfobia e violência contra … Continuar lendo Últimos 3 dias para ajudar: Cora Primavera vai às ruas!

A RUA GRITA

Volta Negra: um caminho da História de São Paulo

A caminhada acontecerá por pontos da cidade como a Praça da Liberdade, a estação Anhangabaú de Metrô e a Praça Antônio Prado. Até o século XIX, esses locais sediavam, respectivamente, a Forca, o Mercado de Escravos e a Igreja da Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

A RUA GRITA

Entrevistamos a rapaziada que pixou o tradicional Beco do Batman

Os coletivos PIXOAÇÃO e ARDEPIXO pixaram o internacionalmente conhecido Beco Batman que abriga obras dos … Continuar lendo Entrevistamos a rapaziada que pixou o tradicional Beco do Batman

A RUA GRITA

MINI-DOC | “Sem Saldo”

Sem Saldo é mais do que um documentário feito por estudantes secundaristas de escolas públicas … Continuar lendo MINI-DOC | “Sem Saldo”

A RUA GRITA

Menos amor, por favor

Por: Tomás Spirandelli Duarte, do blog La Sinistra* Ilustração: Pedro Mirilli Fotos: André Zuccolo e … Continuar lendo Menos amor, por favor