05 de janeiro de 2018

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart

É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga
legislar sobre o belo (nem Hegel conseguiu) mas não um prefeito que goza
de todo poder financeiro, mas que não possui nenhum repertório artístico.
O repertório artístico do prefeito é ralo. Ele representa o gosto médio,
o atraso em arte. Ele tem o poder mas não tem o repertório. Tem o dinheiro
mas não tem o conhecimento.

Se ele é um bom gestor administrativo, como diz, ele devia ficar longe da arte,
ou de qualquer manifestação artística. Se ele acha esta arte feia, ele tem
que dar estrutura para que consequentemente esta arte (que é uma interação
com a cidade) mude. A pixação vai mudar se a estrutura da cidade mudar.

Nada vai mudar para melhor com repressão e marketing. É óbvio, que o
que é lindo para um não é lindo para outro. O prefeito tem que organizar
a cidade para que seus cidadãos possam escolher o que é lindo pra si
mesmos. O prefeito precisa dar opções, precisa valorizar as diferentes
belezas.

O simples fato de um prefeito estabelecer um nome como este: “cidade
linda” já é prova cabal de seu fascismo. Um prefeito, em nenhuma
hipótese, é eleito para dizer o que é belo ou não. Isso é tortura estética.

Benito Mussolini quando assumiu o poder na Itália disse assim: “adesso
viene il bello”, ou seja, ‘agora que vem o belo’, isso é um horror, foi um
dos maiores ditadores da história e chegou dizendo que ia fazer o belo
acontecer. Hitler, tinha gostos estéticos bastante parecidos com o do atual
prefeito da cidade de São Paulo.

Hitler adorava pinturas banais, pinturas figurativas que descreviam a paisagem
campestre etc, quadros que hoje em dia não nos dizem nada, por outro lado,chegou a mandar queimar Picassos e Kandisnskys. É isso que o atual prefeito está querendo fazer: valorizar Romeros Britos e queimar pixadores.

A RUA GRITA

Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

Por: Gabriel Kerhart É possível legislar sobre o belo? Talvez um professor de estética consiga … Continuar lendo Como Dória pode legislar sobre o que é lindo?

A RUA GRITA

Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

“Há momentos de tristeza, mas há momentos de alegria também. Ninguém é 100% uma coisa. … Continuar lendo Em família: a resistência LGBT na periferia da zona sul

A RUA GRITA

Como o hospital da USP ficou à beira do abandono

Faculdade que gerencia o hospital alega falta de recursos. Coletivos e população lutam para que … Continuar lendo Como o hospital da USP ficou à beira do abandono