12 de janeiro de 2018

[ENSAIO] População toma as ruas contra aumento da tarifa e enfrenta repressão da PM


Manifestação convocada pelo MPL reúne milhares de pessoas e promete seguir nas ruas até a revogação do aumento na tarifa do transporte público


Fotos por: Felipe Malavasi e Lara Bittencourt, do coletivo Foto Ativismo


Nessa quinta-feira, 11, o Primeiro Grande Ato Contra o Aumento da Tarifa, convocado pelo Movimento Passe Livre, se concentrou na região central de São Paulo, com saída do Theatro Municipal, às 17h. Milhares de pessoas se reuniram para exigir a revogação do aumento de 5,26% nas passagens de ônibus, metrô e trem, que subiram de R$ 3,80 para R$ 4,00, por determinação do prefeito João Doria e do governador Geraldo Alckmin.

Segundo o Passe Livre, o ato contou com mais de 10 mil pessoas, a PM fala em 1.500 manifestantes. Os policiais estiveram presentes em grande número durante todo o percurso, fortemente armados com a presença da Tropa de Choque.

A manifestação percorreu a região central por mais de 3h e começou a se dispersar no Brás, onde um grupo de manifestantes realizou o tradicional catracaço na estação de metrô e foi reprimido pelos policiais e seguranças do metrô com agressões e o fechamento da estação.

Do lado de fora, a Tropa de Choque da PM lançou bombas de gás e balas de borracha contra a população, que reagiu e conseguiu conter o avanço dos policias, marcando a dispersão deste primeiro protesto de 2018.

O MPL relatou diversos feridos e três detidos confirmados. A Polícia Militar informou que um policial ficou ferido.

O MPL já convocou nova manifestação no dia 17 de janeiro, em frente a casa do prefeito João Doria.

A RUA GRITA

Esteira azul-bebê

Por: Santiago Segundo Ilustração: Pedro Mirilli A volta do bar é sempre o limiar entre … Continuar lendo Esteira azul-bebê

A RUA GRITA

#MariellePresente no ato da Paulista

Um relato sobre o ato de luto em homenagem à ex-vereadora Marielle Franco Por Magalli … Continuar lendo #MariellePresente no ato da Paulista